segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Filmes de eleição #7 - Babel


E assim, nestes 7 primeiros Filmes de Eleição estão despachados os três de Gonzalez Iñarritu, nesta que foi a sua ultima colaboração (até ver) com o argumentista/realizador Guillermo Arriaga.
Já vai sendo um hábito ver Brad Pitt a brilhar neste choque de culturas que percorre 3 continentes, onde uma arma é o ponto em comum entre as 3 histórias que à partida parecia não terem nada a ver...


4 comentários:

Paulo Pereira disse...

Pouco a acrescetar à tua sinopse. Brilhante, mais uma vez, esta trilogia de Inarritu, com a colaboração preciosa de Guillermo Arriaga, um argumentista de mão cheia. Dele, já consegui comprar o "Bufalo da Noite", uma incursão literária que recomendo. Sei que tem mais 2 livros publicados, mas não os consigo apanhar em lado nenhum.

Quanto a Babel, se o tivesse que descrever numa palavra, mesmo que ela soasse a lugar comum: SOBERBO!

Roberto F. A. Simões disse...

CINEROAD
http://cineroad.blogspot.com/

Crítica: Uma obra-prima do cinema contemporâneo. A globalização, as diferenças culturais e o choque de todas essas diferenças numa realização brilhante e originalíssima, fria e crua, do mexicano Alejandro González Iñárritu. O argumento de Guillermo Arriaga é completamente surpreendente, inteligente e muito bem construído. É excelente! De génio! Brad Pitt está divinal, Cate Blanchett também, e a mexicana Adriana Barraza tem uma interpretação que é a cara da angústia. Quando o choque é inevitável, o melhor é parar e escutarmo-nos por dentro. Quando nu, o ser humano é igual em qualquer parte do mundo.

Boa continuação!

CINEROAD
http://cineroad.blogspot.com/

Hugo disse...

Gosto de filmes com esta temática de várias histórias que se cruzam, inclusive estou com DVD de Babel para assistir.

Abraço

Paulo Pereira disse...

Hugo, se gostas destas temáticas, aconselho-te vamente um outro, ainda em exibição nas salas de cinema. É de um realizador de ascendência turca, nacionalidade alemã, e o titulo luso é "Do Outro lado".

Vais adorar, acredita!