quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Utopia - 2ª temporada


Outra das boas séries do ano com uma 2ª temporada ainda melhor que a primeira. Tudo acompanhado por uma fotografia genial. A série vai ter um remake americano. Já sabem o que penso de remakes de coisas boas mas neste caso é David Fincher a estar ao leme e vai mesmo realizar todos os episódios da primeira temporada. A coisa promete, portanto.

sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #52

Inspiral Carpets - Inspiral Carpets

6.7
O regresso aos discos 20 anos depois, desta banda que fez parte da onda Madchester durante os anos 90, altura em que gravaram grandes canções (Joe, Caravan, This is How it Feels, She Comes With the Fall, servem como exemplo) e 4 bons discos. Separaram-se inesperadamente em 1995 quando andavam em tournée (tinham passagem agendada por Lisboa - Voz do Operário). Em 2003 voltam a juntar-se e a gravar mais uns singles, que fariam parte da excelente colectânea Cool As. Em 2011 o mítico vocalista Tom Hingley deixa a banda dando lugar ao vocalista original Stephen Holt, que tinha sido um dos formadores da banda (saiu em 1989 para dar lugar a Hingley e nunca chegou a gravar um albúm). Aliás, o primeiro êxito da banda, Joe foi escrito por Stephen Holt e depois alterado e gravado já com Hingley (a versão que conhecemos). Este regresso da banda da vaquinha já não é tão cool as fuck mas ainda se ouvem bem.

colheita musical de 2014 - #51

Manic Street Preachers - Futurology

8/10
Regresso aos bons discos, neste que é o 12º de originais da banda galesa.

quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #50

Morrissey - World Peace Is None Of Your Business

9.2/10
Moz regressa em grande depois de 5 anos sem gravar um álbum de originais. É o 10º da sua carreira a solo e quanto a mim não fica muito atrás dos seus melhores. A velha guarda continua a dar cartas no actual panorama musical, como podemos ver com os recentes trabalhos de Beck, Damon Albarn, Peter Murphy ou Morrissey.

terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Nebraska, de Alexander Payne


Nebraska é uma joia de filme que viu os seus méritos serem reconhecidos devido à excelente prestação dos actores em cena. 
A fotografia a preto e branco realça a decadência e melancolia daquela zona dos Estados Unidos e fortalece a atmosfera entristecida que as personagens querem transmitir. 
Bruce Dern interpreta Woody, um homem de idade com sinais de senilidade, em boa parte devido a uma vida de alcoolismo. A esposa, interpretada por June Squibb é firme e orgulhosa e não deixa nada para dizer. O filho mais velho David (Will Forte) vende produtos electrónicos em Billings, Montana e Ross (Bob Odenkirk) é o outro filho, um jornalista na televisão local. Quando Woody recebe uma publicidade a dizer que tem de ir a uma cidade do estado do Nebraska para levantar 1 Milhão de dólares que acaba de ganhar. Impedido de guiar, Woody decide ir a pé e vendo que o pai não vai desistir da sua jornada, David decide levá-lo, numa viagem que dará para se ficarem a conhecer melhor, eles que sempre tiveram uma relação distante. 
Alexander Payne é perito a contar histórias de homens de certa idade, deslocados e perdidos no mundo, que normalmente partem numa jornada de autodescoberta. Foi assim em Sideways, About Schmidt ou Os Descendentes e volta a fazê-lo aqui, sendo a primeira vez que não tem a seu cargo o argumento, que fica para o estreante Bob Nelson. Um filme muito bom, que está no rol dos melhores que vi ultimamente.

NOTA: 8/10

sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #49

Lana del Rey - Ultraviolence

6/10
Continuo sem grande paciência para gajos e gajas que cantam em sofrimento, como se lhes estivessem a enfiar brasas para dentro das cuecas. De qualquer maneira este disco é menos ultraviolento para os meus ouvidos que o primeiro da rapariga.

colheita musical de 2014 - #48

Klaxons - Love Frequency

5/10

Os Klaxons prometeram tanto com Myths of the Near Future e afinal ficaram-se por aí.

colheita musical de 2014 - #47

Peter Murphy - Lion

8.5/10
Desde Love Hysteria (1988), Deep (1990) e Holy Smoke (1992) que Peter Murphy não tinha um álbum tão bom. E talvez seja o disco cujo som mais se aproxima do dos Bauhaus. Basta ouvir o 1º tema, Hang Up para se perceber isso.

terça-feira, 16 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #46

Andrew Bird - Things Are Really Great Here, Sort Of

4/10

O melhor do disco é a capa. De resto, não tenho paciência.

segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #45

Kasabian - 48:13

7.8/10
Produzido pelo guitarrista da banda, Sergio Pizzorno, 48:13 (o tempo de duração do disco) mantém os ritmos dançáveis a que a banda nos habituou com temas que soam fantásticos ao vivo.

colheita musical de 2014 - #44

Jack White - Lazaretto

8.5/10
Segundo disco em nome próprio deste que é um dos mais influentes músicos da actualidade. Não muito longe da genialidade dos tempos dos White Stripes.

Fruitvale Station, de Ryan Coogler

Ryan Coogler conquistou o Festival de Sundance em 2013 com este filme independente que relata as ultimas 24 horas na vida de Oscar Grant III. Amigos, inimigos, família, desconhecidos cruzam-se com ele antes do fatídico acontecimento que levaria à sua morte. Realização competente e interpretações fortes.

NOTA: 7/10

colheita musical de 2014 - #43

James - Le Petit Mort

7.1/10
12º álbum dos James, já sem o fulgor de outros tempos, eles que foram uma das grandes bandas de finais dos anos 1980, inicio de 1990 com discos como Gold Mother, Seven ou Laid. Mesmo assim continuam a fazer boas canções e dar grandes concertos.

domingo, 14 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #42

Clap Your Hands Say Yeah - Only Run

8.2/10
Nova mudança na sonoridade desta banda, que começou por ser quinteto e que neste disco conta com uma dupla da formação inicial. Começaram pelos sons experimentais, tentaram registos mais dançáveis e aqui embarcam num som mais melancólicos e negros. Matt Berninger dos The National participa numa das canções.

colheita musical de 2014 - #41

Mão Morta - Pelo Meu Relógio São Horas De Matar

9/10
Mais um grande disco da minha banda portuguesa preferida. A sonoridade forte habitual a acompanhar letras escritas para abanar o sistema.

colheita musical de 2014 - #40

Hamilton Leithauser - Black Hours

9/10
Outro dos discos do ano, trazido pela voz e alma dos The Walkman. Produzido pelo próprio e por Rostam Batmanglij dos Vampire Weekend que também participa no disco como homem dos 7 instrumentos.

colheita musical de 2014 - #39

Coldplay - Ghost Stories

5.7/10

Não adiro ao grupo do "é fixe não gostar dos Coldplay". Já gostei. Já fizeram música com a qual me identificava. Actualmente não fazem e neste disco têm 1 ou 2 músicas que eu consigo ouvir do principio ao fim.

sábado, 13 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #38

The Black Keys - Turn Blue

7.8/10
O título do álbum diz tudo. Um disco muito mais soft o que não quer dizer que não tenha qualidade. Dan Auerbach (guitarra e voz) e Patrick Carney (bateria) são bons músicos e continuam a produzir bom som.

colheita musical de 2014 - #37

Sharon Van Etten - Are We There


9.5
Grande disco (mais um) desta cantautora nova-iorquina. Depois do magnifico Tramp podia-se achar que era impossível fazer melhor. Puro engano.

colheita musical de 2014 - #36

Echo & the Bunnymen - Meteorites

8/10
Autores de alguns dos mais belos discos da história da música (falo por mim e não pelos outros), os Echo agora restringidos a Ian McCulloch e Will Seargent há muito que perderam aquela alma dos anos 80 que levou a que ainda hoje hajam bandas que os copiam. De qualquer maneira não deixaram de produzir bom som e bons discos e este é talvez o melhor deles nos últimos 4/5 discos.

colheita musical de 2014 - #35

Damon Albarn - Everyday Robots

9.5/10
Primeiro álbum a solo (Dr. Dre era banda sonora de uma opera) do frontman dos Blur e dos Gorilaz. E parece que o homem tem o toque de Midas, tudo o que toca transforma em magia. É ouvir... e ouvir... e ouvir...

sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #34

Eagulls - Eagulls

7/10


Disco de estreia desta banda de Leeds que situa a sua sonoridade entre o punk e o garage rock

colheita musical de 2014 - #33

The Antlers - Familiars

7.8/10
4º disco deste trio de Brooklyn, liderado pela voz espectral de Peter Silberman.

The Final Ride


Já começou a 7ª e ultima temporada de uma das melhores séries em exibição, Sons of Anarchy. Depois de umas temporadas algo mornas ao principio o autor, Kurt Sutter decidiu deixar de querer concorrer para prémios e mostrar o universo dos gangs (mais que um simples motorcycle club) como ele deve ser mostrado. E a série melhorou consideravelmente. Agora o tiro de partida está dado e ou muito me engano ou dali ninguém sai vivo. Talvez o Unser que tem 6 meses de vida desde a 1ª temporada. 

Let the bikes roll...

colheita musical de 2014 - #32

Eels - The Cautionary Tales of Mark Oliver Everett

8.5/10

Um belo disco de baladas onde Mr. E exorciza os seus demónios.

quinta-feira, 11 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #31

Kaiser Chiefs - Education, Education, Education & War

5/10
Outros que perderam a sua identidade, que ficou lá muito atrás no primeiro disco. Aqui começam por parecer os Inspiral Carpets, a seguir passam para os The Killers continuando com uma miscelânea de sonoridades que dão mais dor de cabeça que outra coisa qualquer. Continuam a dar bons concertos mas em disco são de fugir.

colheita musical de 2014 - #30

Real Estate - Atlas

6/10
Uns americanos que querem soar a um pop/rock britânico da segunda metade dos anos 1980, início dos anos 1990. Actualmente soa a chato.

sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

quinta-feira, 4 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #27

Pixies - Indie Cindy

7/10
O primeiro longa duração dos Pixies depois da paragem de 1991 é também o primeiro trabalho sem a carismática voz e baixo de Kim Deal. E esse facto nota-se em cada nota que nos entra pelos tímpanos. Falta ali alma. Este disco também não é mais que uma colectânea dos EP's que eles foram lançado desde o ano passado. Quem conhece e gosta dos Pixies sabe que uma colectânea de lados B é bem melhor que isto. Ainda assim é o Black Francis, o Joey Santiago (andam por aqui grandes guitarradas) e o David Lovering.

colheita musical de 2014 - #26

Wolfmother - New Crown

6/10
Disco surpresa surgido no site oficial, isto porque toda a gente pensava que a banda tinha acabado. Novo fôlego mas o som é o mesmo e acrescenta pouco ao que de bom (primeiro álbum Andrew Stockdale (lider e único sobrevivente da formação inicial) e sua trupe já tinha feito.

quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

colheita musical de 2014 - #25

The Horrors - Luminous

8/10
Quarto disco destes britânicos que têm feito uma carreira sempre em crescendo.

colheita musical de 2014 - #24

Reptile Youth - Rivers That Run For a Sea That is Gone

7/10
Segundo álbum desta dupla dinamarquesa, 2 anos após o disco homónimo que ditou a estreia.