quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Person of Interest, 3ª temporada


Quase a acabar a 3ª temporada (faltam-me os episódios que ainda não deram na CBS). "Papei" a 2ª e a 3ª num instante porque de facto a série melhora muito a partir de meio da 2ª temporada. Para quem não conhece é sobre o uma "Máquina" que detecta actos terroristas antes de eles acontecerem, considerando os outros crimes "irrelevantes". É aqui que entra Finch (um dos criadores da máquina - o Ben Linus do Lost) que tem de ter a ajuda de um ex-militar e ex-agente da CIA, John Reese (Jim Caviezel - foi Jesus antes da histeria à volta do Diogo Morgado e foi o soldado Witt no melhor filme de Terrence Mallick). Juntos vão tentar impedir que os crimes que a "máquina" lhes apresenta aconteçam. Este é só o ponto de partida...

A série foi criada e pensada por Jonathan Nolan, a mente (juntamente com o irmão Christopher) por trás de Memento, The Prestige e The Dark Knight (mais outros 2 Batman) e tem como produtor executivo JJ Abrams.

sexta-feira, 11 de Abril de 2014

Lone Survivor, de Peter Berg


Peter Berg, adapta com competência o livro de Marcus Lutrell sobre uma operação ocorrida em 2005 no Afeganistão, que correu terrivelmente mal.
A Operação Red Wings tinha como objectivo a captura (morto ou vivo) de um comandante talibã no norte do Afeganistão. A missão parecia fácil e os 4 Navy Seal enviados tinham tudo a postos para a concluir com êxito. Só que uma série de contratempos faz com que o caçador passe a presa e o autor do livro, aqui interpretado por Mark Wahlberg é o único sobrevivente. E é numa das cenas mais tensas do filme, onde eles têm de decidir se matam uma família de pastores que encontram. O avô (?) tem um walkie-talkie e o rapaz olha para os americanos com ódio nos olhos (segundo um dos Navy Seals). A decisão que tomam irá definir o seu futuro.
Um filme competente com grandes cenas de combate e muito suspense apesar de já sabermos o que ia acontecer àqueles soldados.

NOTA: 8/10

quarta-feira, 2 de Abril de 2014

colheita musical de 2014 - #9

Temples - Sun Structures

8/10

Disco de estreia desta banda de Kettering, Inglaterra que logo aos primeiros acordes fazem lembrar a fase psicadélica dos Beatles. Mas ao longo do disco mostram que são muito mais do que isso e dão passos seguros pelo próprio pé. Mais uma das bandas que chegaram para reinventar (e bem) o rock psicadélico.



sábado, 29 de Março de 2014

máquina do tempo - 1995

Estes são os sons que fizeram o meu 1995.


(What's the Story) Morning Glory?  - Oasis
To Bring You My Love - PJ Harvey
Different Class - Pulp
The Bends - Radiohead
Mellon Collie and the Infinite Sadness - The Smashing Pumpkins

Alfaro Vive, Carajo! - At the Drive-In
Nemesisters - Babes in Toyland
Post - Björk
The Great Escape - Blur
Outside - David Bowie
Sparkle and Fade - Everclear
King for a Day... Fool for a Lifetime - Faith No More
Foo Fighters - Foo Fighters
Red Medicine - Fugazi
Garbage - Garbage
Penthouse - Luna
Smells Like Children - Marilyn Manson
See You on the Other Side - Mercury Rev
Southpaw Grammar - Morrissey
Alternative - Pet Shop Boys  
¡Adios Amigos! - Ramones
One Hot Minute - Red Hot Chili Peppers
The Rapture - Siouxsie and the Banshees
Washing Machine - Sonic Youth
Cerebral Caustic - The Fall
The Presidents of the United States of America - The Presidents of the United States of America
A Northern Soul - The Verve
University - Throwing Muses
Tindersticks - Tindersticks
Maxinquaye - Tricky

quinta-feira, 27 de Março de 2014

colheita musical de 2014 - #8

Dum Dum Girls - Too True

7/10
Com um som a fazer lembrar o rock alternativo do final da década de 80, assim se apresenta o 3º disco destas raparigas de L.A.

segunda-feira, 24 de Março de 2014

A Tríade de Shanghai, de Zhang Yimou


Zhang Yimou é um dos mais conceituados realizadores chineses, autor da brilhante trilogia de wuxias (Hero, O Segredo dos Punhais Voadores e A Maldição da Flor Dourada) e que ainda na década de 90 realizou obras visualmente perfeitas, como Esposas e Concubinas (Raise the Red Lantern) ou Ju Dou.
Neste sua incursão ao mundo da máfia chinesa, nos anos 30 ele mostra-nos aquele submundo pelo olhar de Shuisheng, um rapaz de 14 anos que é trazido pelo seu tio para trabalhar para o chefe da tríade, Tang que o põe ao serviço da sua concubina, a cantora Bijou (Gong Li).
Bijou, como Shuisheng também veio do campo para Xangai mas depressa conseguiu sucesso fácil, situação que lhe corrompe a inocência e a torna numa pessoa arrogante, até com o seu jovem criado. Shuisheng vai observando, abismado a opulência do seu patrão, a luxuria da amante do patrão e a traição de Song, um dos braço-direito de Tang.
O filme decorre num período de 8 dias, desde a chegada de Shuisheng, passando pelas traições de Bijou, a tentativa do gang rival matar Tang, a fuga para uma ilha nas proximidades de Xangai onde uma série de eventos vai mudar as vidas destas personagens.
Não sendo um dos melhores filmes do mestre chinês, A Tríade de Shanghai é ainda assim muito interessante de ver. E como na maioria dos filmes de Yimou a beleza visual é um dos aspectos presentes.

NOTA: 7/10

segunda-feira, 17 de Março de 2014

True Detective

“O homem é o animal mais cruel que existe”.



True Detective não é um procedural qualquer em que o principal foco é investigar o caso estabelecido em toda a série, mas sim uma verdadeira auto-descoberta de seus protagonistas, os investigadores Marty (Woody Harrelson) e Rust (Matthew McConaughey). É na complexidade dos dois personagens e nas suas questões mal resolvidas que se constrói uma das séries mais intrigantes dos últimos tempos. O argumento de Nic Pizzolatto deixa claro que todo o ser humano tem os seus próprios fantasmas, e que a vida nada mais é do que uma tragédia particular, onde cada um tem de arranjar a melhor forma de lidar com esses infortúnios.
É nessa premissa que Marty e Rust são chamados para resolver um caso complicado que envolve uma série de desaparecimentos e assassinatos, e 15 anos passados voltam a ser chamados a falar sobre esse mistério que até pode não estar resolvido. E à medida que eles vão investigando o caso eles vão desvendando os demónios que cada um carrega.

Marty é um pai de família, tem esposa e duas filhas, mas precisa de dar as suas facadas no matrimónio para aliviar o stress, como se isso o fizesse ser um melhor chefe de família.
Rust é um individuo assombrado pela perda da filha consequente separação da sua esposa. E é nesta tragédia que a vida de Rust se baseia, tornando-o um ser sombrio e frio. A principal diferença entre os dois é que um já perdeu quase tudo na vida e dá um valor obsessivo à sua perda, enquanto o outro ainda tem o seu lar e a sua estrutura, mas suas acções demonstram que o valor que dá à sua família é por mera necessidade e comodidade. True Detective tem nas mensagens filosóficas um dos pontos fortes e isso nota-se em cada um dos 8 episódios.  Com um argumento sufocante e uma realização (Cary Fukunaga) eficiente, ao longo dos 8 episódios, coisa rara nas séries, que costumam ter mais que um realizador ao longo da temporada.
O elenco é de eleição, com McConaghey a provar que é mesmo um dos actores em melhor forma e Woody Harrelson a não se deixar ficar para trás. Destaque final para a excelente banda sonora, começando logo com a musica dos créditos iniciais. Uma grande série.


quinta-feira, 13 de Março de 2014

colheita musical de 2014 - #6

Beck - Morning Phase

9/10
6 anos de espera valeram a pena. O melhor disco desde Sea Change que já data de 2002 e um dos melhores do cantautor californiano. Aliás o som remete para os ambientes de Sea Change. Para ouvir vezes sem conta. O melhor disco de 2014, até ao momento.

segunda-feira, 10 de Março de 2014

colheita musical de 2014 - #5

CYMBALS - The Age of Fracture

7/10
Depois de um primeiro disco que soavam a uns Talking Heads dos primeiros tempos, este quarteto londrino regressa com um álbum bastante mais dançável, cheio de canções que entram facilmente no ouvido.

quinta-feira, 6 de Março de 2014

Dallas Buyers Club, de Jean-Marc Vallée


Estados Unidos, 1985. O vírus do SIDA ainda não era totalmente conhecido, começavam a aparecer os primeiros casos e eram associados à comunidade gay. Ron Woodroof (Matthew McConaughey) é um cowboy que gosta de viver nos limites, sexo com fartura, muitas drogas e alcool até cair. Após um pequeno incidente vai parar ao hospital e sofre a brutal noticia de que é portador de HIV e tem apenas 30 dias de vida. A principio Ron entrega-se à auto-destruição e negação à doença, consumindo muitas drogas e muito álcool. Até que começa o tratamento com AZT, único medicamento autorizado na altura e que quase o conduz à morte. Começa então a estudar a doença e a recorrer a medicamentos alternativos noutras partes do mundo, mesmo que esses medicamentos não sejam permitidos nos Estados Unidos. Funda assim o Dallas Buyers Club com outro portador da doença, Rayon (Jared Leto), um clube de venda desses medicamentos a outras pessoas nas mesmas condições que eles. O sucesso do clube foi tal que despertou as atenções das autoridades e das farmacêuticas que viam o seu monopólio ameaçado.

Dallas Buyers Club não sendo um grande, é um filme de actores que brilham a alto nível. Tanto McConaughey, como Leto têm desempenhos de excelência que lhes valeriam, há poucos dias os Oscars de actor principal e secundário.

NOTA: 7/10

quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014

máquina do tempo - 1994

1994 foi um ano razoável a nível musical. O destaque maior foi para o aparecimento em longa duração dos Oasis, uma banda da cidade dos Joy Division e dos The Smiths mas cuja maior influência era uma banda de Liverpool, os Beatles. E eles, para o bem e para o mal vieram a marcar o panorama musical nos anos seguintes. Kurt Cobain, líder dos Nirvana, banda que marcara o panorama no inicio dos anos 90 é encontrado morto. Tinha 27 anos.
No cinema surgiriam filmes como Pulp Fiction e Forrest Gump e no futebol foi o ano do ultimo campeonato do Benfica, antes da grande seca e o ano do Mundial  dos Estados Unidos que era para ter sido ganho pela Argentina mas a FIFA quis que fosse ganho pelo Brasil que dedicou a vitória a Ayrton Senna, falecido no Grande Prémio de San Marino, uns meses antes.


The Stone Roses - Second Coming
Sonic Youth - Experimental Jet Set, Trash and no Star
Blur - Parklife
Oasis - Definitely Maybe
R.E.M. - Monster

outros (sem qualquer ordem): 
Mão Morta - Vénus em Chamas
Mark Lanegan - Whiskey for the Holy Ghost
Green Day - Dookie
Cake - Motorcade of Generosity
Therapy? - Troublegum
Luna - Bewithched
Beck - Mellow Gold
Nine Inch Nails - The Downward Spiral
Morrissey - Vauxhall and I
The Divine Comedy - Promenade
The Offspring - Smash
Nick Cave & the Bad Seeds - Let Love In
The Fall - Reckoning
Sunny Day Real Estate - Diary
Pretenders - Last of the Independents
Frank Black - Teenager of the Year
David Byrne - David Byrne
Lush - Split
L7 - Hungry for Stink
Marylin Manson - Portrait of an American Family
Julian Cope - Autogeddon
Portishead - Dummy
Sebadoh - Bakesale
Jeff Buckley - Grace
Pulp Fiction Sountrack
Suede - Dog Man Star
dEUS - Worst Case Scenario
Nirvana - MTV Unplugged in NY
Pearl Jam - Vitology
Bush - Sixteen Stone
Primal Scream - Give Out bu Don't Give Up
Inspiral Carpets - Devil Hopping



sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2014

colheita musical de 2014 - #4

You Can't Win Charlie Brown -  Diffraction/Refraction

8/10
Três anos após a estreia nos longa-duração, a banda portuguesa lança agora este Diffraction/Refraction e conseguem passar bem a barreira do "difícil 2º disco". O ano passado já tinham arriscado fazer uma brincadeira tocando ao vivo o Velvet Underground & Nico na integra, fazendo as suas próprias versões das musicas imortalizadas por Lou Reed e sua trupe.
Uma das boas bandas portuguesas do momento. 

quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2014

1 Tema, 3 Coordenadas, 1 Posição

Mais uma participação numa iniciativa de outro blog. Desta feita no blog Caminho Largo, de Jorge Teixeira.
Era pedido que, a partir de um Tema (neste caso foi Coragem) indicássemos 3 filmes que definissem esse mesmo tema, assim como O realizador que melhor definisse o tema em questão.



Os filmes foram ordenados cronologicamente. 
Em Stand by Me há uma grande dose de coragem da parte daqueles 4 adolescentes, que partem para o desconhecido em busca do corpo de outro jovem, atropelado por um comboio. Mas é também uma busca interior de cada um deles, um exorcizar dos seus medos e das coisas que os atormentam. Partem nesta aventura para provar à comunidade onde vivem, e principalmente àqueles que os atormentam que são capazes, que também sabem ser heróis. 
Em Saving Private Ryan, filme de Spielberg realizador que também escolhi há desde logo o exemplo de coragem por ser um filme de guerra. Depois há o facto de aqueles homens abandonarem os seus postos de conquista (ou reconquista, como queiram) de um território para irem à procura de UM soldado. 
Escolhi também The Impossible, porque sendo baseado numa história verdadeira é também um grande exemplo de coragem. Depois daquele trágico acontecimento, uma família é separada, não sabem uns dos outros mas não desistem. E no fim acontece aquilo que, como o título do filme sugere, seria quase impossível. 
O tema coragem está inerente em grande parte da obra de Steven Spielberg. Não só neste filme que escolhi, como noutros que realizou. Império do Sol, A Lista de Schindler, Amistad, Munique, War Horse ou Lincoln, são bons exemplos disso. 

O resultado completo pode ser visto aqui

Obrigado ao Jorge pelo convite.

quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2014

Já Vi(vi) este Filme


Iniciativa do blogue da Inês Moreira Santos, onde nos era pedido que citassemos um filme com o qual nos identificassemos. Um filme que achassemos já ter vivido. Esta foi a minha escolha:

Pode ser lido aqui

Obrigado pelo convite Inês.