quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Suuns - Translate (Official Video)

'Hold/Still' sai a 16 de Abril.
 Este é o 1º tema conhecido desse disco dos canadianos Suuns.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Bridge of Spies (2015), Steven Spielberg


No auge da Guerra Fria, a um advogado moralmente correto, James Donovan (Tom Hanks) é entregue a defesa de um espião russo, recentemente capturado, Rudolf Abel (Mark Rylance). Apesar de toda a gente estar a pressioná-lo para apenas estar presente e deixar a condenação acontecer, Donovan quer que Abel tenha um julgamento justo. E nem as pressões vindas dos seus chefes, da sua esposa ou as ameaças que recebe o vão demover. Mesmo depois do previsível veredicto acontecer ele é usado para negociar uma troca deste preso com outro que os soviéticos têm. 

Spielberg, que mesmo longe da genialidade que lhe conhecemos não consegue fazer um filme mau (pelo menos é assim que eu penso) e aqui pega numa história real, reinventada para cinema pelos irmãos Coen e Mark Charman, embora o argumento tenha pouco a ver com o de um típico filme dos Coen, tirando alguns diálogos entre Donovan e Abel

James Donovan: Aren't you worried? 
Rudolf Abel: Would it help? 

E Spielberg dá-lhe o seu toque pessoal, construindo um filme (a montagem é de Michael Kahn e a fotografia do habitual Janusz Kaminski) onde o suspense que se vivia naquela época passa para o lado de cá da tela. É mesmo o melhor filme de Steven Spielberg desde Munique (2005) e o primeiro filme desde 1985 sem o contributo de John Williams na banda sonora, indo os créditos desta vez para Thomas Newman, outro compositor muito bem visto no mundo do cinema. 

Tom Hanks, em mais uma colaboração com Spielberg, está perfeito como James Donovan, um “herói” à Spielberg, mas a grande surpresa vai para o desconhecido Mark Rylance, actor vindo do teatro britânico, com uma atuação irrepreensível como o espião russo. 
Ponte dos Espiões está nomeado para 6 Oscars, incluindo Melhor Filme, Melhor Actor Secundário (Mark Rylance), Melhor Argumento e Melhor Banda Sonora.

NOTA: 8/10

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Dave

Os irmãos David e Stephen Dewaele (Soulwax/2ManyDJs), através da sua Radio Soulwax idealizaram esta homenagem de quase uma hora a David Bowie. Foi em 2012 e será difícil poder haver futuramente algo tão bom dedicado ao Spaceman.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

David Bowie (1947-eternidade)


O artista que mais influenciou bandas e outros artistas da história. Foi até Marte, talvez com saudades das aranhas. Partiu mas deixou-nos um legado incrível e até ao dia em que entrou na nave esteve a criar novas canções. O último disco é sublime. Já o tinha dito ainda ele cá estava: "Estamos no inicio de Janeiro e está encontrado o disco do ano". Agora ainda faz mais sentido.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Séries - Melhores de 2015

1 - The Leftovers

2 - Fargo

3 - Mr. Robot

4 - Justified

5 - Daredevil

6 - Better Call Saul

7 - Bloodline

8 - Narcos

9 - Rectify

10 - Ray Donovan










terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Cinema - Melhores de 2015

1- Mad Max - Fury Road

2 - O Conto da Princesa Kaguya

3. As Asas do Vento

4. Ex-Machina

5. A Most Violent Year

6. Birdman

7. Blackhat

8. Cobain: Montage of Heck

9. Whiplash

10. '71







Música - Melhores de 2015


1 - Tame Impala - Currents


2- New Order - Music Complete
3- Blur - The Magic Whip
4- Django Django - Born Under Saturn
5- Lower Dens - Escape From Evil
6- Franz Ferdinand & Sparks - FFS
7- Deerhunter - Fading Frontier
8 - Dave Gahan & Soulsavers - Angels & Ghosts
9 - Kilbey & Kennedy - Inside We are The Same
10 - Metric - Pagans in Vegas 
11- Editors - In Dream
12 - Torres - Sprinter
13 - Tamaryn - Cranekiss
14 - John Grant - Grey Tickles, Black Pressure
15 - Wand - 1000 Days

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Flesh and Bone


Uma jovem (cheia de segredos que se vão revelando ao longo da série) sai de Pittsburgh a caminho de New York com o sonho de entrar para a American Ballet Company. E logo à chegada todos ficam fascinados com o seu talento, incluindo o exigente director da companhia. Uma grande série, criada por uma das produtoras de Breaking Bad, Moira Walley-Beckett, a ir visitar filmes como Black Swan e The Fisher King.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

colheita musical de 2015 - #57

Django Django - Born Under Saturn

8.9/10
Afinal o primeiro álbum não tinha sido uma surpresa. Os Django Django são mesmo bons como prova este segundo disco e superam todas as expectativas neles depositadas.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O Conto da Princesa Kaguya, de Isao Takahata


Num dia que se previa igual a tantos outros, um velho cortador de bambu acorda para mais um dia de trabalho. Na labuta, depara-se com uma menina minúscula dentro de um pau de bambu. Fascinado com a perfeição daquela doce criatura, leva-a para casa pois julga tratar-se de uma princesa. A bebé cresce aos cuidados do velho senhor e da sua mulher, que a amam como se fosse do seu próprio sangue. Com o tempo, ela torna-se uma jovem bela e cheia de vida que conquista os corações ao seu redor. Todos se rendem aos seus encantos, incluindo cinco nobres pretendentes a quem Kaguya recusa casamento. Porém, o seu nome rapidamente chega aos ouvidos do Imperador, que decide tomá-la como esposa. Ao dar-se conta do interesse dele, Kaguya foge desesperada… 

 Mais um fantástico filme saído do universo Studio Ghibli.

Isao Takahata já é mais que o nº 2. Quem realiza obras primas como este Kaguya Hime, O Túmulo dos Pirilampos ou Only Yesterday, merece outro reconhecimento.

NOTA: 9/10

colheita musical de 2015 - #56

Steve Kilbey & Martin Kennedy - Inside We Are The Same

8.6
Mais um capítulo feliz da colaboração de Steve Kilbey, dos The Church com Martin Kennedy

terça-feira, 17 de novembro de 2015

O Reino dos Gatos, de Hiroyuki Morita


Haru, uma estudante de 17 anos com problemas de pontualidade, vive sozinha com a mãe. Um dia, a caminho da escola, fica espantada com um gato que transporta um pequeno objecto na boca, e salva-o se ser atropelado por um autocarro. O que ela não sabe é que esse gato é um príncipe do Reino dos Gatos. Nessa mesma noite, Haru recebe a visita de uma delegação do Reino dos Gatos, que lhe apresenta um convite para comparecer perante o rei. Como se tal não fosse suficiente para assustar a rapariga, eis que se vê noiva à força do príncipe gato. Uma voz misteriosa aconselha-a a procurar o Barão, um charmoso gato detective, para a ajudar a libertar-se deste casamento arranjado. Só que antes do Barão a ajudar ela é raptada e levada para o Reino dos Gatos, um mundo mágico, onde os animais falam e comportam-se como gente.



Mais uma viagem fantástica ao extraordinário mundo do Studio Ghibli, aqui com um dos raros filmes não realizados por Hayao Miyazaki (creditado na produção) ou Isao Takahata, sem que esse facto torne o filme inferior.
Pena a edição DVD que saiu por cá não ter dobragem em português para chamar mais público infantil, que de certeza iria adorar esta história.

NOTA: 8/10