sexta-feira, 27 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #14

AWOLNATION - Run

8/10

Segundo álbum desta banda americana de rock electrónico, liderada por Aaron Bruno que também produz.



colheita musical de 2015 - #13

Aqualund - 10 Futures

6,7/10

Matt Hales, conhecido desde 2000 por Aqualund, é um músico e produtor de Southampton que assina aqui o seu 6º disco.

Ouvir

quinta-feira, 26 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #12

Alex Calder - Strange Dreams

7/10
Ex-parceiro de Mac DeMarco nos Makeout Videotape, Alex Clader era visto como uma sombra do outro. Surge com o seu primeiro disco a solo com um som sónico e voz melodiosa a fazer lembrar os primeiros discos dos Deerhunter. Um nome a ter em atenção no futuro.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Whiplash, de Damien Chazelle


Quase todos os anos, nos nomes para os grandes prémios do cinema, surge um filme que corre por fora do chamado circuito comercial. Este ano o eleito foi Whiplash, que foi muito falado devido à excelente interpretação de JK Simmons, como um professor de uma escola de música, que trata os seus alunos à maneira militar. Andrew (Miles Teller) é um jovem baterista de 18 anos que está obcecado em fazer carreira no mundo do jazz e para isso acontecer entra no no Shaffer Conservatory of Music, uma das mais conceituadas escolas de música do país. É lá que conhece Fletcher, um professor cuja fama de genialidade apenas se compara ao terror que incute aos alunos. A relação entre ambos quase destrói o ultimo pingo de humanidade que restava a Andrew, fazendo-o inclusive deixar de lado a relação com Nicole, uma empregado de um cinema que Andrew costuma frequentar. 

Damien Chazelle filma com mestria, com planos por vezes arrepiantes, que combinam na perfeição com a banda sonora, totalmente composta por música jazz, e no fim deixa-nos um final em aberto dando asas à nossa imaginação. 
Obrigatório.

NOTA: 8,5/10

sábado, 21 de março de 2015

Bosch - Primeira Temporada


Uma série do caraças. 
Um simples caso de um miúdo morto há 20 anos atrás transforma-se em algo muito mais complexo sempre como detective Harry Bosch no centro das atenções. 2 caos para resolver, que podem estar relacionados, uma filha que não vê há 3 anos, uma relação que vai contra o “politicamente correcto” e ainda as questões politicas por trás do departamento de policia de LA.

Papelaço do Titus Welliver, numa série onde também andam Jamie Hector (o Marlo Stanfield de The Wire) e o grande Lance Reddick (de Fringe e Lost).

Baseada nos livros de Michael Connelly, que já viu trabalhos seus adaptados ao cinema: Blood Work, de Clint Eastwood e The Lincoln Lawyer, de Brado Furman, com Matthew McCounaughy.

sexta-feira, 20 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #11

Ghostpoet - Shedding Skin

8.7


Obaro Ejimiwe, mais conhecido no meio musical como GHOSTPOET, é um músico inglês que apresenta este ano o seu 3º disco, e segundo o próprio é um disco de guitarras. E é um disco para ser ouvido muitas vezes. Ou muito me engano ou está aqui um dos discos do ano.

terça-feira, 17 de março de 2015

máquina do tempo - 1999

'99 foi o ano em que vimos partir Stanley Kubrick, que nos deixou uma ultima e genial obra, Eyes Wide Shut. No cinema foi ainda o ano de The Sixth Sense; Magnolia, do regresso de Star Wars e da estreia de Sam Mendes com American Beauty.
Musicalmente falando o ano foi pouco produtivo, no entanto ainda se fizeram algumas coisas boas:


O Monstro Precisa de Amigos - Ornatos Violeta
Midnite Vultures - Beck 
13 - Blur
The Ideal Crash - dEUS 

outros discos que me passaram pelos ouvidos:

69 Love Songs - The Magnetic Fields 
Come on Die Young - Mogwai 
Peasants, Pigs & Astronauts - Kula Shaker 
Central Reservation - Beth Orton 
Performance and Cocktails - Stereophonics 
The Hot Rock - Sleater-Kinney 
Pistolero - Frank Black and the Catholics  
Burning London: The Clash Tribute - Various Artists
What Are You Going to Do with Your Life? - Echo & the Bunnymen 
Head Music - Suede 
Play - Moby 
Californication - Red Hot Chili Peppers 
Dark Side of the Spoon - Ministry 
The White Stripes - The White Stripes 
The Soft Bulletin - The Flaming Lips 
Surrender - Chemical Brothers 
Liquid Skin - Gomez 
The Fragile - Nine Inch Nails 
Showbiz - Muse 
BBC Sessions - Cocteau Twins
Millionaires - James 
The Science of Things - Bush 
Plasma - Blasted Mechanism
Up Up Up Up - Ani DiFranco
The Dirtchamber Sessions - The Prodigy
The Sebadoh - Sebadoh
Ágætis byrjun - Sigur Rós 

ouvir a playlist

segunda-feira, 16 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #10

Tobias Jesso Jr. - Goon

8.3

A 1ª musica que ouvi pensei que estivesse a ouvir alguma musica perdida do John Lennon, encontrada num qualquer baú em 2015. Afinal é apenas e só um novo cantautor a merecer acompanhamento nos próximos tempos.

sexta-feira, 13 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #9

Father John Misty - I Love You, Honeybear

8/10

Joshua Tillman está de regresso com mais um belissímo disco. Para ouvir com atenção.


colheita musical de 2015 - #8

Galaxie - Zulu

7.7

Banda canadiana formada em 2002, curiosamente chamavam-se Galaxie 500, mesmo nome da banda que ficou famosa nos anos 80, muito apreciada por estes lados e que depois do seu fim deu lugar aos Luna. Este já é o seu 4º disco de originais.
Garage rock que fica no ouvido.

Têm um tema neste disco, intitulado Portugal.

The Game - Mini-série


No inicio dos anos 70, o lider do MI5, Daddy (Brian Cox) forma uma equipa que inclui o espião Joe Lambe (Tom Hughes) e outros cinco operacionais com o objectivo de localizar agentes soviéticos em solo britânico. Neste jogo do gato e do rato qualquer um pode ser um espião soviético, incluindo os próprios membros da equipa.

Uma excelente série de espionagem com a chancela BBC, dividida em 6 partes, que se vê com emoção do primeiro ao ultimo episódio. O elenco brilha com intensidade, principalmente os protagonistas, Brian Cox e Tom Hughes, que nos apresenta um anti-Bond, sem gadgets, nem grandes malabarismos, mais à imagem dos espiões da altura da Guerra-Fria.

colheita musical de 2015 - #7

Pearls - Pretend You're Mine

7.5/10
Mais um exemplo do que de bom tem surgido nestes primeiros meses de 2015.

quinta-feira, 12 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #6

Sleater-Kinney - No Cities to Lo Love

7,9
Grande regresso destas meninas de Olympia, Washington que fazem o 1º disco em 10 anos, o 8º da banda, e provam que os regressos após muito tempo de inactividade nem sempre são maus.
 No Cities to Love é potente do principio ao fim.

Podem ouvir aqui a faixa nº 3, Surface Envy.

terça-feira, 10 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #5

A Place to Bury Strangers - Transfixiation

7.2
4º disco desta banda nova-iorquina de noise-rock que segundo o seu líder, Oliver Ackermann, é um disco mais calminho que os anteriores.


segunda-feira, 9 de março de 2015

colheita musical de 2015 - #4

Noel Gallagher's High Flying Birds - Chasing Yesterday

7.8/10
Haja um Gallagher a fazer boa música nos dias que correm. Os manos desavindos continuam a fazer música, agora com carreiras separadas e enquanto Liam não consegue encarreirar, Noel vai fazendo pela vida e apresenta-nos aqui um disco cheio de temas agradáveis.

quinta-feira, 5 de março de 2015

Hell on Wheels - 4ª temporada


*Spoiler Alert*

Hell on Wheels deve ser daquelas séries que poucos vêem por cá. Eu acompanhei desde o inicio e aquele ambiente agradou-me logo. Teve altos e baixos, como muitas outras, mas manteve os seus fieis seguidores e parte para a 5ª (e ultima) temporada no seu pico de forma.

De facto esta 4ª temporada foi a melhor até ao momento, ou pelo menos foi aquela que teve os melhores episódios. A entrada em cena do governador sem escrúpulos (interpretado por Jake Weber) veio trazer alguma ordem a Cheyenne só que aquilo não é território onde reine a ordem e logo começam a aparecer aqueles que querem voltar à desordem controlada.
Cullen Bohannon só regressa a Cheyenne no 3º episódio, depois da sua estadia forçada junto dos mormons e do seu reencontro com Thor "The Swede" Gundersen. E é no regresso ao activo de Cullen, como responsável pela construção da linha ferroviária e do conflito com os homens do governador Campbell que esta 4ª temporada gira à volta.
O factor negativo foi a desistência de Common, que já havia pedido para sair no fim da 3ª temporada, altura em que vemos Elam a partir à procura de Bohannon que tinha sido raptado por uns mascarados. Durante essa busca é atacado por um urso e é aí que o deixamos... até ao episódio 6 desta temporada onde ficamos a saber o que lhe aconteceu. O episódio 7 marca o seu regresso a Cheyenne, desfigurado e fora de si, após ter sido salvo pelos índios e acaba morto às mãos do seu amigo Cullen Bohannon. Uma despedida inglória de uma das principais personagens que ainda teria muito a dar à série.
A 5ª temporada promete. Bohannon mudou-se para a Central Pacific, rival da Union Pacific de Thomas Durant e procura a mulher e filhos, entretanto desaparecidos. Em Cheyenne, o governador conseguiu correr com os seus inimigos, Bohannon partiu, Mickey McGinnes, mesmo com a ajuda do seu primo não pode lutar contra o poderio de Campbell, e acaba expulso levando consigo os seus homens e Eva, que se torna sua sócia. Resta Durant para fazer frente a Campbell, mas sem o apoio dos outros não consigo ver grande sucesso.

Aguardemos até Junho...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

colheita musical de 2015 - #3

The Charlatans - Modern Nature

7.5/10

Banda que surgiu no auge da cena Madchester e soube impor o seu espaço desde o inicio. Continuam activos, apesar de algumas perdas da formação inicial (falecimento do teclista em 96 e do baterista em 2013) e a fazer boa música.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Oscars 2015

Embora Birdman seja um bom filme não posso deixar de afirmar:

Perdoa-os Boyhood eles não sabem o que fazem

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Blur com novo disco

Grande noticia musical do dia: novo disco dos Blur. E já para Abril. Chama-se The Magic Whip e este é o primeiro avanço. (Há malta que não consegue fazer coisas más)