sexta-feira, 4 de junho de 2010

Battlestar Galactica (2003)


Ainda me lembro de quando era teenager ver a série original de Battlestar Galactica. E das batalhas travadas contra os alienígenas Cylons.
Talvez por não ter achado a série original nada de especial, nunca me deu para ver esta nova versão na altura em que dava. Erro grave.
Esta BSG nada tem a ver com a série anterior. Desde logo os cylons foram criados pelos humanos e não por aliens. Humanos esses que os escravizavam o que levou a uma revolta e a uma 1ª guerra entre ambos. Após essa guerra houve um armistício e os cylons desapareceram do mapa... durante 40 anos!
E é aqui que começa a mini-série que antecede a 1ª temporada. Após 40 anos de paz, a Battlestar Galactica, comandada pelo almirante Bill Adama (Edward James Olmos) está prestes a ser desmantelada quando chega a noticia de um inesperado ataque Cylon sobre as 12 colónias humanas, provocando a sua quase total destruição. A Galactica e mais umas quantas naves com o resto dos sobreviventes põe-se em fuga e os seus tripulantes tudo irão fazer para preservar a raça humana.
Além daquela diferença que já citei, esta BSG é muito mais realista e sombria, abordando vários temas com que lidamos na realidade: dramas humanos, racismo, questões politicas, questões religiosas (o velho duelo ciência vs. religião), o uso e abuso do poder, etc. Tudo isto misturado com um excelente elenco e uma magnifica banda sonora, da autoria de Bear McCreary dá uma grande, grande série, que ao longo de 4 temporadas (fora a mini-série e alguns webisódios) me fizeras estar coladinho ao ecrã com vontade de ver um episódio a seguir ao outro.

Como já mostrei, esta série saltou directamente para o meu top 5 das séries preferidas. Mais uma à qual cheguei tarde mas valeu a pena a espera.


14 comentários:

Cissa disse...

esqueceste-te de referir a fantastica Banda Sonora de Bear McCreary, q faz parte da historia!!!
Eu tal como tu também ñ me deu para ver na altura q deu.... grande falha minha!!

João Bizarro disse...

Tens razão, Cissa.
Já está rectificado esse 'pormaior'!!!

syrin disse...

BSG FTW!!!

Cissa disse...

:) Esta passou a ser uma das minhas séries favoritas!!! e tudo graças a T, aka syrin;)

patxocas disse...

Esta série é a que mais me marcou nos últimos anos.
Marcou-me pelos dilemas ciência vs religião. Marcou-me pelo realismo e pelo desejo de realizar um sonho.
Marcou-me pelas personagens.
Marcou-me pela Banda Sonora.
Marcou-me pela excelente história.
:)

Também queres ir a Sevilha ouvir a Banda Sonora?

João Bizarro disse...

Desconfio que a Syrin é cylon. Mas não digam a ninguém por enquanto.

syrin disse...

Ó Patxocas, a Sevilha não - a Tenerife!

João Bizarro disse...

Eh lá, que história é essa de ir a Tenerife ouvir a banda sonora?

syrin disse...

http://www.bearmccreary.com/blog/?p=4331

Paulo disse...

Uma grande série com um final que enfim...

Pedro disse...

Gostei da série mas a parte final foi demasiado lamechas, demasiado espiritual, para o meu gosto. E o fim propriamente dito tb foi uma enorme desilusão. Mas foi uma boa série q acompanhei com bastante interesse.

João Bizarro disse...

Paulo e Pedro, pois é... aquele final... enfim!

Algum dia deixo de ver séries. Ou cancelam ou o final deixa muito a desejar. Está um gajo ali a aturar anos e anos e depois brindam-nos com finais destes.

Já não se fazem finais como o The Shield!

Pedro disse...

Acredita...

patxocas disse...

lol

Pois é, rapazes! Nem todas as séries conseguem se reinventar como The Shield.
É a melhor série policial que já vi.

E sim, Paulo, só está em #9 na minha lista porque eu sou gaja... e gosto mais de dramas e romances... vai-se lá saber porquê. :)