terça-feira, 11 de agosto de 2009

Public Enemies, de Michael Mann


Public Enemies não é uma biografia de John Dillinger com a história contada desde a sua infancia, apesar de ser a personagem central do filme.
John Dillinger era um assaltante de bancos e foi o inimigo público #1 nos Estados Unidos durante os 13 meses em que decorre a acção.
Na altura da Grande Depressão que assolou os EU, havia uma grande revolta da população para com os bancos que eram os culpados da crise. Dillinger foi visto como um novo Robin Hood, pelos seus assaltos e pelas fugas épicas da prisão.
O recém criado FBI, liderado por J. Edgar Hoover decide colocar o seu melhor homem, Melvin Purvis à cata dos Inimigos Públicos. Era a época de grandes criminosos como Pretty Boy Floyd, Baby Face Nelson, Ma Barker, Bonnie & Clyde e claro John Dillinger.

Michael Mann (Manhunter, Heat, Collateral, Miami Vice...) pega aqui no livro de Bryan Burrough "America's Greatest Crime Wave and the Birth of the FBI" e volta a usar a câmara digital (já o tinha feito em Miami Vice e Collateral). Mann é um dos melhores realizadores da actualidade e a sua "obsessão" pelo mais ínfimo pormenor volta a fazer-se notar ele é exímio a filmar cenas de acção. Volta a mostrar-nos um bandido com charme, de quem o público gosta, como tinha acontecido em Heat.
Johnny Depp e o seu charme dão um toque especial a Dillinger, num desempenho digno dos seus melhores, Christian Bale traça uma personagem fria com o seu Melvin Purvis e o resto do elenco está muito bem trabalhado.
Public Enemies é mais um grande filme de Michael Mann e também um dos melhores do ano até ao momento.

NOTA: 9/10


4 comentários:

Luís A. disse...

Soou-me a deja vu. Desta vez discordamos João. E olha que sou um fã de Mann

T-Brasil disse...

Já que o assunto em questão favorece, porque não?

Eu trabalho na T-Brasil uma empresa que vende camisetas divertidas pela internet. Por causa do Festival de Cinema de Gramado nós resolvemos entrar no espírito da celebração e criar uma promoção.

Separamos as nossas camisetas sobre o cinema. Elas vão desde Marilyn a William Wallace. Tem para todos os gostos.

A primeira pessoa que comprar uma dessas camisetas, ganha um ingresso de cinema para o filme que escolher.

Confiram o nosso link da promoção e vejam os nossos indicados: http://migre.me/54L2

Espero vocês lá :)

Cocky Balboa disse...

Epa, eu gostei... Mas como disse no Revolta da Pipoca, perde pontos porque estou sempre a fazer comparações com Heat. E Heat é uma obra-prima. Ainda assim 7/10.

João Bizarro disse...

Cá para mim não foi desilusão. Um dos problemas recorrentes hoje em dia é compararem os filmes de determinado realizador à sua melhor obra.

O facto de não ser melhor que Heat faz deste um mau filme? Acho que não.