segunda-feira, 13 de abril de 2009

Taken, de Pierre Morel


Taken é dos melhores filmes de acção que vi ultimamente. É um filme que não está com rodeios e vai directamente àquilo que realmente interessa. 
Bryan (Liam Neeson) é um ex-agente da CIA que se reforma para poder estar mais perto da filha Kim (Maggie Grace), que vive com a mãe (Famke Janssen) e um padrasto endinheirado. Quando Kim quer ir para Paris com uma amiga o Pai mostra-se reticente mas acaba por aceitar. Só que as piores suspeitas vêm-se a confirmar e Kim e a amiga são raptadas por um grupo de traficantes de mulheres. Sem tempo a perder Bryan parte para Paris e vai mover uma perseguição impiedosa apostado em não deixar nenhum dos inimigos para trás. Liam Neeson tem aqui um registo a fazer lembrar os bons tempos de Charles Bronson e do seu justiceiro solitário. E continuando no campo das comparações, Jack Baeur também vem à memória uma vez que para este Bryan também não existem questões morais.
O realizador é Pierre Morel, antigo colaborador de Luc Besson (que aqui contribui como argumentista) na direcção de fotografia.

Nota: 8/10




5 comentários:

Victor Afonso disse...

Tenho esse filme há dias para ver e ainda não vi!

Celi Vieira disse...

Q bacana seu blog, adorei... ñ assisti esse filme ainda.vou ver c assisto, gostei dl... Bjs...

Celi Vieira disse...

Nossa, eu tava vendo seu mosaico d artitas... tem bom gosto hein?

João Bizarro disse...

Victor, vê que vale a pena.

Celi, ainda bem que gostaste. Aparece mais vezes.

Paulo Pereira disse...

Não sendo brilhante, é um excelente filme de acção. Sem grandes rodeios estéticos, cumpre de forma exemplar com a premissa de entretenimento. Excelente Liam Neeson.