quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Australia, de Baz Luhrmann


No inicio da II Guerra Mundial, Lady Sarah Ashley, uma aristocrata inglesa cujo marido, numa tentativa desesperada para arranjar dinheiro, passou os ultimos tempos na Austrália a tentar vender a sua quinta, Faraway Downs. Ao perceber que o marido se demora por lá, Sarah decide viajar até Darwin e resolver ela o assunto.
Desde o primeiro memento, e caso não o soubessemos reparamos logo que estmos perante um filme de Baz Luhrmann. Desta feita não é um músical, mas um épico numa tentativa de apróximação a clássicos como E Tudo o Vento Levou ou África Minha. Se o desejo era esse as tiro saiu ao lado mas se tirarmos algumas cenas um bocado forçadas, pois se em Moulin Rouge aquele tipo de piada até caia bem, aqui soa a... rídiculo, o filme até é agradável de se ver.
Além disso e por detrás da permissa da donzela inglesa que se apaixona pelo rude australiano e ao mesmo tempo tenta salvar a sua quinta, está a tentativa deles em salvar uma criança aborigene de um destino que parecia traçado.
Do elenco fazem parte nomes como Nicole Kidman, Hugh Jackman, Bryan Brown (Cocktail, F/X) e David Wenham (O Senhor dos Aneis - As Duas Torres e O Regresso do Rei).

NOTA: 7/10



3 comentários:

Ricardo Vieira disse...

Nunca tive grandes expectativas em relação a este filme, mas vou vê-lo amanhã ou no sábado.

Vou adicionar-te os links do meu estaminé.

www.em35mm.blogs.sapo.pt

Abraço!

Paulo Pereira disse...

Pelo que li, o filme prima pelo classicismo, numa aventura épica, uma ode a filmes intemporais como E TUDO O VENTO LEVOU.

De Baz Lurhman guardo sobretudo a surpresa que foi Moulin Rouge. E eu, que detesto solenemente musicais, fiquei viciado naquele colorido, nas músicas, na história de amor com Kidman encantando tudo e todos. Achei fabuloso e encantatório.

João Bizarro disse...

Apesar de não chegar aos calcanhares dos clássicos este filme vê-se bem.